Risco de Liquidez: o que é e como manter seus investimentos seguros

Descubra como lidar com o risco de liquidez em seus investimentos

O cenário de investimentos no Brasil está vivendo um novo momento. Cada vez mais pessoas estão conscientizadas de investir seu dinheiro no mercado financeiro para que ele seja mais valorizado.

Com as taxas de baixo rendimento das cadernetas de poupança, os fundos de ações, imobiliários, multimercados, entre outros, têm recebido uma atenção especial dos brasileiros.

Entretanto, ainda há quem não invista por receio dos riscos. Porém, isso normalmente acontece porque as pessoas não conhecem o que significam os riscos no mercado financeiro.

Em todo investimento há um risco. Os riscos nada mais são do que as chances de que o seu investimento não renda o esperado, seja pela valorização do dinheiro ou por um venda antecipada que não oferece o valor desejado.

Neste conteúdo, falaremos sobre o risco de liquidez. Diferentemente do risco de mercado, ele não está tão associado a perdas, mas é necessário que todo investidor saiba de sua existência para conseguir realizar seus investimentos com maior segurança e assim evitar outras perdas.

Risco de Liquidez: o que é?

Para entendermos o que é risco de liquidez precisamos primeiro compreender o conceito de liquidez. No mercado financeiro, liquidez é a capacidade que um determinado bem tem para se transformar em dinheiro. Ou seja, quanto mais veloz um determinado ativo pode se transformar em dinheiro, sem perder substancialmente o seu valor, maior será a sua liquidez.

Imagine que você tenha investido o seu dinheiro em um imóvel. Por um determinado motivo, agora você precisa do seu dinheiro e, para isso, necessitará vendê-lo. É claro, todo ativo pode ser transformado em dinheiro, mas de acordo com a velocidade que você precisa dessa venda fechada, você precisará baixar o preço para conseguir esse dinheiro rapidamente. Sendo assim, os imóveis não oferecem uma boa liquidez, pois se tratam de negócios demorados e com taxas onerosas.

Veja quais são os riscos de liquidez em diferentes investimentos:

 

Risco de liquidez nas Ações

O risco de liquidez nas ações está principalmente nas vendas precipitadas. As ações são investimentos de longo a médio prazo e, para conseguir um retorno imediato, você poderá vendê-las no mercado de ações, ou seja, na Bolsa de Valores. Caso no momento que você precisa do dinheiro essas ações não estão sendo bem negociadas, você poderá ter um prejuízo com os valores que estão sendo exercidos na Bolsa.

 

Risco de liquidez nos Imóveis

O risco de liquidez nos imóveis é exatamente a dificuldade e o tempo que se leva para transformar um imóvel em dinheiro – ou seja, conseguir vendê-lo pelo dinheiro que você precisa. A partir do momento que você precisa transformá-lo em dinheiro, no entanto, dependendo do tempo que você dispõe, pode ser mais difícil conseguir vendê-lo pelo preço desejado, além de demorar um tempo maior para ter esse valor na conta.

 

Risco de liquidez nos Fundos de Investimento

Os fundos de investimento permitem um saque antecipado da quantia, sem a cobrança de altas taxas por isso. Nesse caso, o risco de liquidez está relacionado ao tempo que o dinheiro levará para estar em sua conta.

 

Risco de liquidez nas finanças pessoais

Há um outro tipo de risco de liquidez que atua diretamente nas finanças pessoais. Por exemplo, ao decidir investir em ativos de baixa liquidez, em que será necessário esperar um longo prazo para ter novamente esse dinheiro, é necessário estar preparado para esse tempo.

Caso, no caminho, surja a necessidade de reaver esse dinheiro e não for possível tê-lo de volta no exato momento em que ele se mostra necessário, poderá ser preciso recorrer a alguma linha de crédito – que tem taxas de juros muito maiores do que a rentabilidade de um investimento, por exemplo.

Por isso, toda a rentabilidade será anulada pelos valores mais altos do empréstimo ou outro tipo de crédito. Desta forma, o risco de liquidez pode interferir diretamente nas finanças pessoais de um investidor.

Como proteger seus investimentos do risco de liquidez

Como vimos, é importante saber gerir o risco de liquidez para manter suas finanças pessoais e seus investimentos em dia. Para isso, é importante ter um bom planejamento financeiro, mantendo uma reserva de alta liquidez para os casos de emergência – como uma poupança, por exemplo.

Além disso, a diversificação da sua carteira de investimentos também oferece mais segurança e rentabilidade, equilibrando o risco de liquidez e também outros riscos.

Não deixe de se atualizar sobre o mercado, conhecendo os detalhes de cada tipo de investimento. Essa é a melhor forma de evitar escolher uma forma de investimento inadequada ao seu perfil de investidor.

Saiba mais com os conteúdos da Capital Research! Aqui você aprende sobre diversos assuntos do mercado financeiro diretamente com os melhores profissionais da área.

Recomendados

Investimentos

Ativo gerador de renda: o que é, tipos e como investir

Entenda mais sobre investimentos em ativos geradores de renda como imóveis ou ...

1 mês atrás

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 meses atrás

Investimentos

Capitalização simples: entenda o conceito e impactos nos investimentos

Saiba mais sobre a capitalização simples, como calcular e qual sua utilidade para o ...

1 mês atrás